Pacto global deve “fazer a diferença” para migrantes e refugiados
BR

28 outubro 2016

Avaliação é de Karen Abuzayd, conselheira especial para a Conferência sobre Refugiados e Migrantes; ONU calcula que um número recorde de 65 milhões de pessoas em todo o mundo foram forçadas a sair de suas casas.

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova York.

A conferência das Nações Unidas sobre grandes movimentos de refugiados e migrantes foi um “grande sucesso” na avaliação de Karen Abuzayd, conselheira especial para o evento que ocorreu em 19 de setembro.

Para ela, a adoção do documento que ficou conhecido como Declaração de Nova York deve fazer a diferença nas vidas dessas pessoas.

Impacto

Segundo Abuzayd, espera-se que o impacto da Declaração seja sobre migrantes e refugiados, em como vivem, em como são recebidas nos países e o que acontece com elas após encontrarem uma nova casa.

Em entrevista ao serviço de notícias da ONU, a conselheira afirmou que vários compromissos foram feitos pelos países em relação a recebê-los e ao que chamou de inclusão: garantir que aprendam a língua, tenham emprego e educação

Responsabilidade

Na conferência na ONU, países prometeram proteger e salvar as vidas de refugiados e imigrantes assim como dividir de forma justa a responsabilidade de abrigá-los e apoiá-los.

Ela afirmou que a Agência da ONU para Refugiados, Acnur, estará à frente do pacto porque já estão começando a olhar a novos fluxos de refugiados e também a situações prolongadas o que seria “extremamente importante” porque estas foram negligenciadas por décadas.

Karen Abuzayd expressou ainda a intenção de realizar uma conferência sobre migração intergovernamental em 2018.

A ONU calcula que um número recorde de 65 milhões de pessoas em todo o mundo foram forçadas a sair de suas casas.

Leia e Ouça:

2016 já é o ano mais fatal no Mar Mediterrâneo

"Declaração política sobre refugiados trará série de benefícios" 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud