Nigéria: ONU suspende ajuda após ataque a comboio humanitário em Borno

29 julho 2016

Interrupção vai acontecer  até a revisão da situação de segurança; incidente causou ferimento de funcionários do Unicef e da OIM; 49 mil crianças podem morrer de malnutrição no estado nigeriano.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

As Nações Unidas suspenderam temporariamente as missões de assistência humanitária até que seja revista a situação de segurança na sequência de um ataque a um comboio de veículos no estado de Borno, no nordeste da Nigéria.

Esta sexta-feira, o porta-voz do Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, disse a jornalistas em Genebra que acabava de falar com um dos feridos no incidente causado por desconhecidos na quinta-feira.

Tratamento

Christophe Boulierac revelou que o trabalhador do Unicef está bem e um funcionário da OIM estaria a recuperar após terem recebido tratamento num hospital local.

Além das pessoas das duas agências, o comboio humanitário incluía pessoal do Programa Mundial de Alimentação, PMA. O grupo de viaturas que seguia da área de Bama para Maiduguri retornava de uma entrega de assistência essencial.

Em comunicado, a agência declara que o ataque não foi só contra os trabalhadores humanitários mas “às pessoas que mais precisam da assistência e ajuda que os funcionários levavam.”

Crianças 

De acordo com o Unicef, o estado de Borno tem 49 mil crianças que podem morrer de malnutrição se não receberem tratamento urgente.

A agência está envolvida em atividades para melhorar o acesso a mais de 2 milhões de pessoas sem auxílio humanitário na região. As ações até agora implementadas na área incluem assistência médica com remédios e imunização além da melhoria de acesso à educação, água e saneamento.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud