ONU deplora lançamento de granada-foguete contra complexo no Sudão do Sul

28 abril 2016

Unmiss revelou que investigação sobre um ataque às instalações da organização determinou que não havia forças armadas por perto;  local atacado abriga civis no estado de Unidade; vários contentores foram atingidos durante o ato ocorrido na segunda-feira.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque. 

A Missão das Nações Unidas no Sudão do Sul, Unmiss, investigou um ataque ocorrido na segunda-feira num complexo da cidade de Bentiu no estado de Unidade.

De acordo com a operação de paz, uma granada-foguete caiu nas instalações de proteção de civis tendo destruído uma parte dos contentores que estavam no centro humanitário.

Balas de Armas

As investigações iniciais revelaram que o projétil e as balas de armas ligeiras foram disparados em direção ao local.

A Unmiss disse que é bem conhecida a localização do complexo e "não havia forças armadas conhecidas nos arredores da base" durante o ataque.

Proteção de Civis

Após condenar vigorosamente a ação, a Unmiss lembrou a todas as partes do Sudão do Sul que o pessoal, os equipamentos e as instalações das Nações Unidas são invioláveis.

A medida inclui os locais de proteção de civis bem como as pessoas abrigadas nessas áreas.

Esta semana, a ONU abriu uma investigação especial para apurar o que contribuíu para a violência num local de proteção de civis em Malakal, capital do estado do Alto Nilo. O outro objetivo é determinar as responsabilidades.

Pelo menos 25 deslocados morreram e mais de 140 ficaram feridos durante os atos ocorridos nos dias 17 e 18 de fevereiro.

Leia Mais:

Chefe da ONU saúda retorno do vice-presidente ao Sudão do Sul

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud