ONU precisa de mais recursos para resposta humanitária à Líbia

1 abril 2016

Nações Unidas e seus parceiros estão prontos para aumentar assistência a líbios; segundo Escritório da ONU para a Coordenação de Assuntos Humanitários, Ocha, apenas US$ 18 milhões foram recebidos até o momento dos US$ 166 milhões necessários para o Plano de Resposta Humanitária em 2016.

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova Iorque.

As Nações Unidas e seus parceiros estão prontos para aumentar ainda mais a assistência humanitária na Líbia.  No entanto, apenas US$ 18 milhões foram recebidos até o momento dos US$ 166 milhões necessários para o Plano de Resposta Humanitária em 2016.

Como resultado, estoques de comida e medicamentos estão se esgotando.

Fundo de Emergência

Segundo o Escritório da ONU para a Coordenação de Assuntos Humanitários, Ocha, US$ 12 milhões do Fundo Central de Resposta de Emergência vão permitir que as operações continuem por alguns meses.

Entretanto, o Ocha afirma ser necessário apoio regional e internacional para aumentar as operações e chegar a todos os líbios que precisam.

Assistência Vital

A ONU e seus parceiros estão entregando assistência vital como medicamentos, comida, proteção, água e saneamento em todo o país. Suprimentos e itens médicos essenciais foram doados a clínicas e hospitais, a beneficiar até 1 milhão de pessoas.

Assistência alimentar está sendo fornecida a até 180 mil pessoas, principalmente deslocados internos.

Mais de 30 mil pessoas receberam itens básicos de assistência desde novembro do ano passado. Ainda segundo o Ocha, coordenação com municípios e parceiros locais ajudou a garantir que cerca de 32,5 mil indivíduos tivessem acesso à água limpa e saneamento.

Leia Mais:

Enviado da ONU condena execuções atribuídas a grupos armados na Líbia | Rádio das Nações Unidas

Empoderamento feminino "contribui para defesa contra extremismo violento" | Rádio das Nações Unidas

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud