ONU celebra Dia Internacional da Solidariedade com o Povo Palestino 
BR

29 novembro 2021

Secretário-geral pede que foco das partes seja na perspectiva de uma solução de dois Estados: um israelense e outro palestino vivendo lado a lado; evento quer fomentar debate internacional sobre o tema. 

As Nações Unidas promovem este 29 de novembro uma conversa global marcando o Dia Internacional da Solidariedade com o Povo Palestino com a hashtag #PalestineDay. 

A celebração foi destaque no Seminário Internacional de Mídia das Nações Unidas sobre Paz no Oriente Médio que reuniu jornalistas, especialistas do setor, grupos de reflexão, diplomatas e acadêmicos, em meados deste mês. 

Dinâmica e tendências   

Entre os participantes do Oriente Médio estiveram israelenses e palestinianos, além de cidadãos da Europa, dos Estados Unidos e outras partes do mundo. O centro das discussões foi a dinâmica e as tendências do conflito entre israelenses e palestinos. 

Em mensagem, o secretário-geral das Nações Unidas destaca que a situação nos territórios palestinos, incluindo Jerusalém Oriental, continua representando um desafio significativo para a paz e segurança internacionais.  

Comemoração foi proclamada pela Assembleia Geral para lembrar a adoção, em 1947, da resolução sobre a Partilha da Palestina
Unicef/Ahed Izhiman
Comemoração foi proclamada pela Assembleia Geral para lembrar a adoção, em 1947, da resolução sobre a Partilha da Palestina

 

António Guterres sublinha as “violações persistentes dos direitos dos palestinos”, juntamente com a expansão dos assentamentos, que aumenta o risco de desgaste da perspectiva de uma solução de dois Estados. 

O chefe da ONU disse estar incentivado pelos recentes compromissos das duas partes aliados aos esforços internacionais para o reinício do diálogo. No entanto, destaca que conter a situação israelense e palestina não é suficiente. 

Dois Estados  

Para Guterres, de uma forma geral a meta continua sendo a criação de dois Estados: um israelense e outro palestino convivendo pacificamente, e atendendo às  fronteiras baseadas nas linhas de 1967 e Jerusalém como a capital de ambos. 

O líder da ONU apela às partes a evitar medidas unilaterais que possam minar as chances de uma resolução pacífica do conflito com base no direito internacional e nas resoluções adotadas na organização sobre a questão.  

Outro pedido é que haja um empenho “de uma forma construtiva” para que termine o bloqueio à Faixa de Gaza e melhorem as condições de vida de todos os palestinos. 

Nações Unidas destacam que a situação nos territórios palestinos continua um desafio
Irin/Ahmed Dalloul
Nações Unidas destacam que a situação nos territórios palestinos continua um desafio

 

A comemoração anual foi proclamada pela Assembleia Geral para lembrar a adoção, em 1947, da resolução sobre a Partilha da Palestina.  

Apoio e Divulgação 

Em 2005, o órgão propôs que todos os anos seja organizada uma exposição sobre os direitos palestinos ou um evento envolvendo a Missão Palestina nas Nações Unidas.  

A organização é feita pelo Comitê sobre o Exercício dos Direitos Inalienáveis ​​do Povo Palestino e a Divisão dos Direitos dos Palestinos. 

A resolução sobre a comemoração do Dia Internacional da Solidariedade com o Povo Palestino também incentiva os Estados-membros a continuarem o amplo apoio e divulgação à comemoração da data.  

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud