Maiores preocupações envolvem aumento de oportunidades de reassentamento

ONU alerta para iminente “colapso total” de serviços básicos no Afeganistão  BR

Unsplash/Matt Brown
Maiores preocupações envolvem aumento de oportunidades de reassentamento

ONU alerta para iminente “colapso total” de serviços básicos no Afeganistão 

Ajuda humanitária

Chefe da organização revela compromisso do sistema humanitário de permanecer e distribuir auxílio; Américas serão ponto de destino de mais de 5 mil reassentados; mais detalhes sobre serão divulgados na próxima semana. 

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, disse que o Afeganistão entra numa nova fase e a grande preocupação agora é com a piora das crises humanitária e econômica, e a “ameaça de colapso total dos serviços básicos”. 

Nesta terça-feira, a presença militar dos Estados Unidos após duas décadas no território afegão foi concluída. 

ONU alerta sobre "catástrofe humanitária" iminente no Afeganistão

Desnutrição  

A ONU estima que 50% dos afegãos, ou 18 milhões de pessoas, precisem de ajuda humanitária. Um terço já enfrenta insegurança alimentar. Mais de metade das crianças abaixo de cinco anos passarão à desnutrição grave em 2022. 

Para Guterres, a perda de acesso a bens e serviços básicos sinaliza uma catástrofe humanitária iminente. Para ele, mais do que nunca, os afegãos precisam do apoio e da solidariedade internacionais.  

ONU lembra que afegãos precisam do apoio e da solidariedade internacionais
OIM
ONU lembra que afegãos precisam do apoio e da solidariedade internacionais

 

O secretário-geral lembra que o compromisso do sistema humanitário é de ficar no país e entregar ajuda. 

Cerca de 8 milhões de afegãos receberam auxílio este ano. Somente na última quinzena, 80 mil foram assistidos. Nesta segunda-feira, chegaram mais de 12,5 toneladas de suprimentos médicos. 

Com a seca severa e a aproximação de inverno rigoroso, serão precisos mais alimentos, abrigos e insumos para a saúde.  

Auxílio 

Guterres pediu a todas as partes o acesso humanitário seguro e desimpedido para itens e pessoal. 

Menina de 12 anos segura a irmã em campo para deslocados internos em Herat, no Afeganistão
Unicef/Husseini
Menina de 12 anos segura a irmã em campo para deslocados internos em Herat, no Afeganistão

Na próxima semana, a organização prevê detalhar as necessidades e requisitos de financiamento para os próximos quatro meses no Afeganistão. 

Uma das maiores preocupações é com o aumento de oportunidades de reassentamento para pessoas que buscam abrigo. 

Nova vida 

A Agência das Nações Unidas para Refugiados, Acnur, disse que atualmente cerca de 5 mil afegãos seriam transportados para os Estados Unidos e outros países das Américas.  

A agência quer que a evacuação dessas pessoas não se confunda com o reassentamento. Muitos beneficiários podem encontrar soluções, como a repatriação voluntária. 

Já na questão de reassentamento, os mais vulneráveis ​​estariam em maior vantagem pela oportunidade de começar uma nova vida. 

Caminhões do Programa Mundial de Alimentos da ONU saindo de Cabul, em maio de 2021, para entregar alimentos a comunidades vulneráveis
© PMA/Arete/Andrew Quilty
Caminhões do Programa Mundial de Alimentos da ONU saindo de Cabul, em maio de 2021, para entregar alimentos a comunidades vulneráveis