ONU marca Dia Internacional das Mulheres Rurais destacando autonomia e igualdade BR

A campanha deste ano buscar reconhecer o papel das trabalhadoras rurais na sociedade.
Pnud/Jashim Salam
A campanha deste ano buscar reconhecer o papel das trabalhadoras rurais na sociedade.

ONU marca Dia Internacional das Mulheres Rurais destacando autonomia e igualdade

Mulheres

FAO revela que apenas um quinto das trabalhadoras do campo são donas dessas terras; agência apoiou mulheres rurais de mais de 130 países em dois anos.

Este 15 de outubro é o Dia internacional das Mulheres Rurais, que este ano destaca a campanha “Pela autonomia plena das mulheres rurais”.

FAO destaca que  fome afeta 20% das pessoas em África
Na África, as mulheres no campo respondem por até 60% da força de trabalho na agricultura familiar, by Fida/Petterik Wiggers

A Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, FAO,  e a   ONU Mulheres juntam-se a várias entidades na promoção da iniciativa. A meta é reconhecer o papel dessas trabalhadoras como agentes essenciais para desenvolver a sociedade. 

O secretário-geral da ONU António Guterres pediu aos países que tomem medidas para garantir os direitos humanos de mulheres e meninas rurais. 

“Esses incluem o direito à terra e segurança da posse da terra; adequar a alimentação e nutrição; para uma vida livre de todas as formas de violência, discriminação e práticas nocivas.”

Capacidade

Segundo o diretor-geral da FAO, José Graziano da Silva, é preciso diminuir a lacuna de gênero dando a elas equidade, oportunidade e capacidade de decisão.

 Na América Latina, temos dado enfoque às mulheres rurais indígenas, com treinamento nas áreas de direitos humanos, liderança, planos de defesa, segurança alimentar e nutrição. Desde 2015, centenas de mulheres indígenas participaram desse treinamento na Bolívia, Peru, Panamá, El Salvador e Paraguai.”

Campanha “Pela autonomia plena das mulheres rurais”

 

Brasil

De acordo com a FAO, as mulheres são responsáveis por uma parte importante da produção de alimentos no Brasil, assim como em várias partes do mundo. Mas somente 20% delas são proprietárias das terras em que trabalham.

Na África, as mulheres no campo respondem por até 60% da força de trabalho na agricultura familiar. Na região, a campanha já alcançou 40 mil mulheres em países como Etiópia, Libéria, Níger e Ruanda dando acesso a tecnologias agrícolas aprimoradas.

A FAO prestou assistência a mais de 130 países para beneficiar as mulheres rurais em dois anos.

A ONU proclamou 2018 como o Ano da Mulher Rural para mostrar que a equidade de gênero e o respeito são valores necessários no dia a dia.