Mais US$ 118 milhões para a agência da ONU que apoia refugiados palestinos

28 setembro 2018

Estados-membros anunciam reforço de financiamento à Unrwa em evento em Nova Iorque; Kuwait e União Europeia fazem as maiores doações; défice da agência cai de US$ 446 milhões para US$ 68 milhões.

Estados-membros anunciam reforço de financiamento à Unrwa em evento em Nova Iorque; Kuwait e União Europeia fazem as maiores doações; défice da agência cai de US$ 446 milhões para US$ 68 milhões.

A Agência das Nações Unidas de Assistência aos Refugiados Palestinos, Unrwa, receberá uma doação suplementar de US$ 118 milhões.

O anúncio foi feito por ministros de vários países e pela alta representante da União Europeia para a política externa e segurança, Federica Mogherini.

Doadores

O comissário-geral da agência, Pierre Krähenbühl, agradeceu aos Estados-membros este apoio, afirmando que se assiste ”a um momento de solidariedade com os refugiados da Palestina. Estou muito grato aos Ministros por convocarem este importante encontro e demonstrar a força da ação coletiva ”.

O Kuwait,  a União Europeia, a Alemanha, a Noruega, a França, entre outros, anunciaram compromissos adicionais de financiamento.

Para a ONU, a decisão é crucial para o esforço de superar o défice da agência de US$ 186 milhões e apoiar as operações da Unrwa na Cisjordânia, incluindo Jerusalém Oriental, Gaza, Jordânia, Líbano e Síria.

O evento contou com também com a presença do secretário-geral das Nações Unidas, da presidente da Assembleia Geral da ONU e de dois estudantes refugiados palestinos.

Assiste-se a um momento de solidariedade com os refugiados da Palestina. - comissário-geral da Unrwa, Pierre Krähenbühl

Défice

A Unrwa explica que foi confrontada com uma dramática crise financeira quando, em janeiro de 2018, os Estados Unidos, o seu maior doador anunciou uma grande redução nas contribuições e o défice da agência atingiu um valor inédito de US$ 446 milhões.

De acordo com a Unrwa, a mobilização de fundos, feita desde então, já permitiu reduzir o défice para os US$ 64 milhões.

Durante a reunião, os Estados-membros da ONU reafirmaram ainda “os direitos fundamentais dos refugiados da Palestina sob o direito internacional e as obrigações da comunidade internacional.”

A Unrwa presta assistência e proteção a cerca de 5,4 milhões de refugiados da Palestina.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud