Relatório da ONU diz que praias brasileiras têm mais restos de cigarro do que plástico
BR

20 setembro 2018

Estudo foi publicado como parte da Semana Mares Limpos, que acontece entre 15 e 23 de setembro; iniciativa da ONU Meio Ambiente com o Instituto Ecosurf promove limpeza de praias brasileiras.

Entre os dez itens mais encontrados nas praias brasileiras durante a Semana Mares Limpos estão restos de cigarro, tampas de garrafa, canudos, garrafas plásticas, sacolas plásticas de supermercado.

Estes foram os resultados de um estudo realizado durante a primeira edição da iniciativa, que aconteceu no ano passado. Outros itens que mais sujam as praias são embalagens plásticas em geral, copos e pratos plásticos, garrafas de vidro, pedaços de isopor e talheres plásticos.

2ª edição

Esta semana, acontece a segunda edição da campanha, que estimula a limpeza de praias no Brasil pelas pessoas que frequentam os locais. Este ano, a iniciativa da ONU Meio Ambiente, em parceria com o Instituto Ecosurf, pretende superar os resultados de 2017.

O objetivo é aumentar o número de inscritos e coletar ainda mais lixo. No ano passado, a campanha teve 10 mil voluntários e retirou cerca de 24 toneladas de lixo de praias brasileiras.

A Semana Mares Limpos acontece entre os dias 15 e 23 de setembro. A coordenadora da campanha Mares Limpos da ONU Meio Ambiente, Fernanda Daltro, falou do Brasil com a ONU News, sobre a importância de chamar a atenção para o problema do lixo.

“Essa agenda da preservação dos oceanos tem ganhado muito espaço na mídia. A gente precisa aproveitar esse momento, em que as pessoas estão atentas a esse problema, para trazer a elas questões a respeito dos padrões de produção de consumo, principalmente do plástico. Então, é um momento interessante, as pessoas estão sensíveis às questões dos oceanos, e a partir desse pretexto a gente consegue conversar com elas para que elas revejam seus hábitos de consumo e conversar com as empresas para que elas revejam os produtos e embalagens que colocam no mercado.”

Confira neste vídeo produzido pela ONU Meio Ambiente os melhores momentos do primeiro ano da campanha #MaresLimpos. 

Oceanos

Em 2018, a Semana Mares Limpos espera registrar ainda mais dados sobre o lixo coletado e fazer um estudo mais completo sobre os resíduos. Para Fernanda Daltro, o problema é acumulativo.

“O momento em que a gente polui os oceanos ou permite que uma carga de 13 milhões de toneladas de plástico chegue nos oceanos todos os anos, estamos causando um problema acumulativo. Estamos acumulando um lixo eterno nos oceanos. E esse lixo passa a fazer parte da cadeia alimentar. Isso tem causado, segundo os especialistas, problemas de fertilidade e mutações dos seres marinhos. E isso, eventualmente, pode chegar até os nossos pratos.”

Os grupos inscritos na campanha recebem um kit com instruções sobre como realizar a limpeza e fichas para catalogar o lixo. Os participantes também serão convidados para participar de um projeto de reciclagem de tampinhas.  

As inscrições para participar da iniciativa podem ser feitas neste link.

 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud