Entrevista: Timor-Leste e potencialidade das energias renováveis

22 abril 2016

O ministro do Comércio, Indústria e Ambiente de Timor-Leste, Constâncio Pinto, expressou a determinação do seu país para executar o Acordo do Clima.

Nesta entrevista à Rádio ONU, em Nova Iorque, o representante destaca porque Timor-Leste precisa de iniciativas de adaptação e mitigação às alterações climáticas. Pinto revelou que decorrem pesquisas para aproveitar as energias solar, eólica e hidráulica.

De acordo com o ministro, o país procura assistência para lidar com o impacto das alterações climáticas. Portugal é parceiro de várias iniciativas juntamente com China, Indonésia e Austrália.

Na conversa realizada antes da cerimónia de assinatura do Acordo climático de Paris esta sexta-feira, Pinto disse que o novo tratado exige ação coletiva dos Estados para reduzir os danos causados à camada de ozono.

Acompanhe a entrevista a Eleutério Guevane.

Duração: 04'10".

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud