Enviado da ONU é ameaçado na Crimeia

Enviado da ONU é ameaçado na Crimeia

As Nações Unidas confirmaram um incidente envolvendo o conselheiro-sênior da organização, Roberto Serry, que foi enviado a Crimeia, no extremo sul da Ucrânia, para ajudar a resolver a crise política no país.

A informação foi dada pelo vice-secretário-geral da ONU, Jan Eliasson, em entrevista a correspondentes diretamente de Kiev, capital ucraniana.

Segundo Eliasson, homens não-identificados abordaram Serry no quartel-general da marinha. Eles ameaçaram o enviado especial exigindo que ele se retirasse da região da Crimeia.

Serry tentou voltar para o carro, mas como não tinha como se locomover, ele saiu do veículo e caminhou até uma cafeteria para relatar o incidente por telefone ao vice-chefe da organização.

Acompanhe a reportagem de Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York, para o Jornal da Globo News.