ECA quer abordagem para fazer refletir mudanças e globalização em África

ECA quer abordagem para fazer refletir mudanças e globalização em África

Comissão Económica da ONU para o continente revela aposta na segurança alimentar e na integração regional; novo figurino deve vigorar a partir de Março de 2013.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque

O novo secretário executivo da Comissão Económica da ONU para África, ECA, anunciou uma série de medidas para fazer com que a entidade possa refletir um “mundo em mudança e uma nova fase de globalização.”

O guineense Carlos Lopes defende um maior foco na segurança alimentar e na integração regional. Na nova abordagem, o ECA também deve desenvolver ferramentas para apoiar instituições de defesa da igualdade de género no continente.

Empregos Estáveis

A nova estrutura deve entrar em vigor a partir de Março de 2013, num processo de implementação que deve envolver 10 grupos de trabalho.

Para o ECA, o novo figurino tem em conta a rápida urbanização de África, que tem gerado “empregos estáveis, mas poucos”. A Comissão defende que deve ser acelerada a agenda de transformação do crescimento económico.