Mais de 250 mil afegãos retornaram, diz ONU (Português para o Brasil)

Mais de 250 mil afegãos retornaram, diz ONU (Português para o Brasil)

Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados, Acnur, sugere que muitos deixaram o Paquistão e o Irã por causa de problemas econômicos e de segurança.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

As Nações Unidas informaram, nesta terça-feira, que mais de 250 mil afegãos retornaram à casa neste ano.

Segundo o Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados, Acnur, os afegãos, que estavam vivendo no Irã e no Paquistão, deixaram os países vizinhos por causa de problemas econômicos e de segurança.

Readaptação

A grande maioria dos refugiados estava no Paquistão, apenas 3 mil afegãos retornaram do Irã.

O Acnur informou que desde a queda do movimento islâmico Talebã do governo, em 2001, mais de 5 milhões de afegãos voltaram à casa.

Muitos refugiados reclamam da falta de emprego, abrigo, serviços básicos e cuidados médicos quando retornam ao país.

A agência da ONU informou que está ajudando os refugiados com US$ 100 o equivalente a R$ 200 por pessoa após o retorno.

Para discutir algumas soluções de readaptação dos afegãos, o Acnur anunciou a realização de uma conferência internacional, com a ajuda do Ministério Afegão do Exterior, para 19 de novembro, em Cabul, capital do país.