Radovan Karadzic diz em tribunal que é inocente

Radovan Karadzic diz em tribunal que é inocente

Foi a segunda audiência do ex-líder sérvio-bósnio em Haia; ele nega todas as 11 acusações incluindo crimes de guerra e genocídio.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.*

O ex-líder sérvio-bósnio, Radovan Karadzic, declarou esta sexta-feira, em Haia, na Holanda, que é inocente de todas as acusações que pesam contra ele incluindo crimes contra a Humanidade e genocídio.

Esta foi a segunda aparição de Karadzic no Tribunal Penal para Crimes de Guerra da Ex-Jugoslávia, desde a sua prisão no mês passado.

Conflito nos Balcãs

Karadzic estava em fuga há 13 anos.

Radovan Karadzic é acusado de crimes cometidos durante o conflito nos Balcãs, no início dos anos 90.

O nome dele também é associado ao Massacre de Srebrenica, que matou cerca de 8 mil homens e jovens muçulmanos.

Após a sua primeira audiência, no mês passado, Karadzic, que assumiu a sua própria defesa, submeteu vários recursos incluindo o pedido de afastamento do juíz do caso, Alphons Orie.

Esta sexta-feira, um outro juíz presidiu à audiência.

Apresentação*: João Duarte, Rádio ONU em Nova York.