FAO e Futebol Europeu contra fome

FAO e Futebol Europeu contra fome

Acordo assinado em Lisboa deve promover segurança alimentar.

Mônica Villela Grayley, Rádio ONU em Nova York.

A Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, FAO, e as Ligas Profissionais de Futebol Europeu firmaram em Lisboa, capital de Portugal, um acordo de cooperação para promover segurança alimentar e a luta contra a fome.

O acordo foi assinado, na segunda-feira, pelo governo português, o presidente da Liga Portuguesa, Paulo Sousa, ex-jogador da Seleção de Futebol do país.

Flagelo

A FAO foi representada pelo diretor-geral, Jacques Diouf.

Leia o boletim de Adriana Niemeyer, da Rádio ONU em Nova York.

“De acordo com o diretor-geral da organização Jacques Diouf esta parceria ajudará a passar a mensagem, a dar mais informações e sensibilizar a opinião pública para o flagelo que atinge mais de 860 milhões de pessoas no planeta.

Na cerimônia de formalização da parceria, na qual participaram o presidente da associação das ligas européias Davi Richard e o Secretário de Estado Português para a Juventude e Desporto Laurentino Dias.

Vontade Política

Jacques Diouf afirmou ainda que o combate contra a fome no mundo passa principalmente pela vontade política”.

De acordo com a FAO, projetos semelhantes estão sendo executados em mais de 130 países.