Mulheres na política

Mulheres na política

Ruanda com 48% de legisladoras continua a liderar a lista de países com maior número de mulheres parlamentares.

Jorge Soares, da Rádio ONU em Nova York.

Um relatório da União Interparlamentar, UIP, revela que Ruanda, na África, com 48% de legisladoras continua a liderar a lista de países com maior número de mulheres na política.

Entre os países de língua portuguesa, Moçambique é o 12º da lista global, e Timor-Leste aparece no 21º lugar.

O estudo “Mapa de Mulheres na Política 2008” foi divulgado nesta sexta-feira, na sede da ONU em Nova York, pelo secretário-geral da UIP, Anders B. Johnson (foto dir.).

Progressos na América Latina

O documento demonstra que há poucos avanços em nível mundial e progressos notáveis na América Latina. Argentina, Costa Rica e Cuba também aparecem no grupo de países com maior número de legisladoras.

Na Europa, Suécia surge como o segundo do mundo, com 47% de legisladoras, seguido de Holanda, Dinamarca e Noruega.

Países árabes

No cômputo geral os países árabes aparecem com pouco mais de 9,5% de participação feminina nos Parlamentos.

Em nível governamental, na Finlância e na Noruega a presença de mulheres ultrapassa os 50% entre os executivos.

No mundo inteiro, existem apenas sete mulheres presidentes e oito a chefiar governo.

Uma das Metas do Milénio da ONU é promover igualdade de géneros e mais autonomia às mulheres.