Saúde na África é tema de prêmio japonês

Saúde na África é tema de prêmio japonês

Prémio África - Hideyo Noguchi, em parceria com OMS, homenageia médico do Japão que pesquisou vacina contra febre amarela.

Ana Luiza Ponciano, Rádio ONU em Nova York*.

O Banco Mundial emitiu um comunicado para congratular os dois vencedores do Prémio África - Hideyo Noguchi, entregue pelo governo do Japão a investigadores de doenças infecciosas no continente africano.

O médico japonês Hideyo Noguchi descobriu a vacina contra a febre amarela na África e nas Américas. Ele morreu, há 80 anos, após contrair febre amarela no Gana.

Medicina Tropical

O prémio, na sua edição de lançamento este ano, foi concedido a dois cientistas: Brian Greenwood e Miriam Were.

Greenwood é professor da Escola de Higiene e Medicina Tropical em Londres, na Inglaterra.

Ele recebeu o prêmio pela sua luta global contra a malária. A segunda vencedora, Miriam Were, dirige o Conselho Nacional de HIV/Sida, no Quénia.

Entrega

A entrega do prémio será entre 28 e 30 de maio em Tóquio, no Japão.

A cerimónia coincidirá com a 4ª. Conferência Internacional de Tóquio sobre Desenvolvimento em África.

*Apresentação: João Duarte da Rádio ONU em Nova York