Militar congolês detido e entregue ao Tribunal Penal Internacional (Português para a África)

Militar congolês detido e entregue ao Tribunal Penal Internacional (Português para a África)

Matieu Ngudjolo Chui é acusado de alegados crimes de guerra e contra a humanidade.

Os actos teriam sido cometidos contra a povoação de Bogoro, na zona leste do Congo, em Fevereiro de 2003.

Ele deve ser entregue nesta quinta-feira ao tribunal da ONU com sede em Haia, na Holanda.

Segundo o TPI, antes de ser integrado nas Forças Armadas do Congo, Matieu Chui liderou a Frente Nacional Integrista, FNI.

O Tribunal está a julgar outros dois militares congoleses, Germain Katanga, alegadamente dirigente de um outro grupo de milícias e Tomas Lubanga Dilo, fundador e líder do movimento União dos Patriotas Congoleses.