Acnur diz que refugiados iraquianos sofreram torturas

Acnur diz que refugiados iraquianos sofreram torturas

Dados de pesquisa de 2007 reflectem situação de 754 refugiados na Síria.

O estudo, realizado entre Outubro e Novembro, baseou-se em pessoas entrevistadas pela agência da ONU.

Perseguição

De acordo com o Acnur, os 754 entrevistados também falaram de experiências vividas por seus familiares, o que equivaleria a um universo de 3,5 mil pessoas.

O porta-voz do Acnur, William Spindler, disse à Rádio ONU, de Genebra, que os relatos incluem violência, tortura, perseguição, entre outros crimes.

"A maioria destes casos de tortura e violência foram levados a cabo por milícias e outros grupos irregulares. Uns 68% dos casos foram atribuídos a estes grupos", disse.

Segundo o Acnur, 20% dos refugiados que chegaram à Síria após Janeiro de 2007, dizem ter sofrido alguma forma de tortura no Iraque.