Acnur presente na RD Congo apesar de combates

Acnur presente na RD Congo apesar de combates

Agência para refugiados deve ajudar 45 mil deslocados.

Helder Gomes, da Rádio ONU em Nova York.

O Alto-Comissariado das Nações Unidas para Refugiados, Acnur, informou que abriu um novo escritório na província Kivu Norte, no leste da República Democrática do Congo.

A região está a ser alvo de uma nova onda de combates entre tropas do governo e rebeldes.

Milhares de pessoas tiveram que fugir das suas casas por causa do conflito.

Mas, segundo o Acnur, o posto deve ajudar cerca de 45 mil deslocados na região, conhecida como Rutshuru.

Solução Negociada

O chefe do escritório do Acnur na capital de Kivu Norte, Goma, disse que o posto mais próximo fica a 70 km de distância.

O conflito em Kivu Norte já provocou dezenas de milhares de desabrigados.

Os refugiados estão a viver em abrigos improvisados e em precárias condições.

O Acnur pediu a todos os lados, envolvidos no conflito, que suspendam ataques a civis e que se sentem à mesa de negociações para produzir uma solução diplomática.