Kosovo no caminho da paz

Kosovo no caminho da paz

Os chefes militares das forças de paz da ONU reuniram-se em Nova York, no início de setembro, para debater o funcionamento das operações no mundo. A Rádio ONU conversou com o chefe dos Oficiais de Ligação Militares, major-general Raul Cunha, que atua na província de Kosovo, na ex-Iugoslávia. Acompanhe a entrevista de Helder Gomes.

"O caso da missão do Kosovo é sui generis. Há grandes interesses na região. A União Européia está envolvida, por outro lado, os Estados Unidos também, a Rússia também. Depois em nível local, há os albaneses, há os sérvios. Tudo isto implica uma vivência com algum cuidado", explicou.

Casos de exploração sexual em missões da ONU são combatida com “tolerância zero”, como afirmou o major-general Raul Cunha.

"Toda e qualquer situação de exploração sexual, de má conduta, de abuso de poder é sempre tratada, em todos os níveis, com tolerância zero. Seguimos religiosamente as indicações que temos do Secretário-Geral nesse sentido", garantiu.

Sobre as dificuldades no terreno, o chefe dos Oficiais de Ligação Militares, Raul Cunha, não tem dúvidas de que a missão na República Democrática do Congo, a maior da ONU no momento, é também a mais complexa.

"Eu diria que as missões são todas difíceis, todas. Há algumas em que a situação parece que está estabilizada mas temos sempre a sensação que, a qualquer momento, pode desencadear. No entanto, pela sua complexidade, pelo que tenho ouvido dos meus colegas comandantes, eu tenho a nítida sensação que uma das missões mais difíceis é a missão que decorre no Congo, a Monuc", disse.

Reportagens e Destaques, programa da Rádio ONU em Nova York.

Apresentação: Eduardo Costa

Produção: Helder Gomes, Jorge Soares e Sandra Guy

Direção técnica: Louis Bastion