Programa contra fome da FAO tem apoio do presidente do Brasil

Programa contra fome da FAO tem apoio do presidente do Brasil

O presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, visitou nesta quinta feira, em Santiago do Chile, a sede regional da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, FAO, para América Latina e Caraíbas.

O representante regional da FAO, José Graziano da Silva, falou à Rádio ONU, de Santiago, sobre a iniciativa.

“A América Latina tem hoje uma capacidade produtiva três a quatro vezes maior do que as necessidades básicas da sua população. Então, não se justifica ter 52 milhões de pessoas passando fome na América Latina. Justifica-se ainda menos, porque metade dessas pessoas, que passam fome, são aquelas que produzem os alimentos que a região exporta”, disse.

Segundo Graziano da Silva, o reconhecimento do programa Fome Zero ajudará a reforçar a iniciativa da FAO dentro da região.

“O programa brasileiro é um êxito, pois, desde que ele foi iniciado nos anos 1970, ele teve oportunidade para ir corrigindo suas falhas. Hoje, o programa do álcool brasileiro usa menos de 1% das terras aráveis, das terras aptas para agricultura”, afirma.

Graziano da Silva afirma que a FAO já está discutindo políticas de apoio e protecção ao sector da agricultura com base no desenvolvimento dos projectos de produção de biocombustível, como por exemplo o etanol gerado da cana-de-acúçar e do milho.