ONU preocupada com ameaças à liberdade de expressão na Somália

ONU preocupada com ameaças à liberdade de expressão na Somália

O especialista em direitos humanos independente na ONU, Ghanim Alnajjar, pediu a libertação de três jornalistas presos na Somália.

Num comunicado em Genebra, o especialista afirmou que os três jornalistas, da região da Somalilândia, foram detidos por agentes do Governo Federal de Transição.

Alnajjar acrescentou que em meados de Janeiro, o governo somali fechou três estações de rádio e uma de televisão.

E nas Filipinas, o relator especial das Nações Unidas para execuções extrajudiciais, Philip Alston, iniciou uma visita de 10 dias para apurar uma onda de assassinatos políticos no país. Alston viajou às Filipinas a convite do governo.