Resultados das eleições oficiais no Congo só daqui a três semanas

Resultados das eleições oficiais no Congo só daqui a três semanas

As Nações Unidas consideram que a segunda volta das eleições presidenciais na República Democrática do Congo (RDC) decorreu num “clima aceitável” com alguns incidentes isolados, em um dia marcado por uma forte chuva na capital Kinshasa.

“Eu diria que no cômputo geral foram umas eleições aceitáveis e credíveis. Estou a citar os observadores internacionais que estão a acompanhar este processo. Como sabe estão cá representantes da União Europeia, do Centro Carter, e de outras entidades.”

Helder Barros considera que a ocorrência às urnas pode ter sido menor que na primeira volta, mas diz que ainda se desconhece o índice de abstenções.

O funcionário da Monuc adianta algumas informações sobre a divulgação dos resultados:

“Eu só posso me referir ao presidente da Comissão Eleitoral Independente. Ele disse que os resultados provisórios só serão conhecidos de aqui a três semanas.”

A segunda volta das eleições na República Democrática do Congo, foi disputada entre o actual presidente, Joseph Kabila, e o Vice-presidente, Jean-Pierre Bemba.

As Nações Unidas têm um total 1,4 mil funcionários na República Democrática do Congo, apoiados por 17,6 mil "capacetes azuis."