Mais de 1 milhão de congoleses deslocados em oito meses de violência

28 abril 2017

Escritório das Nações Unidas para Coordenação de Assuntos Humanitários alertou para situação nas províncias de Kasai, Lomami e Sankuru, no sul da República Democrática do Congo; Ocha aumentou presença na região.

Laura Gelbert Delgado, da ONU News em Nova Iorque.*

Mais de um milhão de pessoas foram forçadas a sair de suas casas em oito meses de crescente violência nas províncias de Kasai, Lomami e Sankuru, no sul da República Democrática do Congo.

A ONU e parceiros humanitários lançaram um apelo de US$ 64,5 milhões em resposta às urgentes necessidades humanitárias de 731 mil pessoas afetadas pelos próximos seis meses.

Angola

O Escritório das Nações Unidas para Coordenação de Assuntos Humanitários, Ocha, aumentou sua presença na área que anteriormente era considerada estável.

Segundo o Ocha, a crise exacerbou tensões pré-existentes entre diversas comunidades e grupos étnicos, já que alguns são vistos como a apoiar o governo, outros a apoiar milícias.

Isto levou a altos índices de pessoas desalojadas dentro do país e ao deslocamento de dezenas de milhares para Angola.

Proteção

Cerca de 40 organizações humanitárias, nacionais e internacionais, já estão fornecendo assistência com itens como água, comida, medicamentos, serviços de saúde e abrigos.

As instuições também fornecem proteção, especialmente a mulheres e crianças que sofreram violência sexual.

Valas comuns

O Ocha alertou que a violência levou a violações de direitos humanos e mortes de civis, incluindo o descobrimento de valas comuns, além de prejudicar os meios de subsitência de muitas famílias e a educação de milhares de crianças.

A situação também aumentou os riscos de desnutrição e epidemias em uma área que, segundo o Escritório da ONU, já é conhecida por altos índices de desnutrição e um sistema de saúde fraco.

A atual emergência na região de Kasai começou na província de Kasai Central com a violenta revolta de uma milícia local, Kamuina Nsapu, em agosto do ano passado.

Desde então, a crise se espalhou para províncias vizinhas com combates entre a milícia e forças nacionais de segurança e violência deliberada a civis por todas as partes do conflito.

*Apresentação: Michelle Alves de Lima.

Notícias Relacionadas:

Necessários quase US$ 65 milhões para assistência a civis em Kasai

Angola recebeu 11 mil congoleses que fugiram de conflitos em Kasai

Descobertas 17 valas comuns na República Democrática do Congo

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud