Nigéria relata primeiros casos de pólio vírus selvagem desde 2014

11 agosto 2016

OMS opera com autoridades nacionais e parceiros para evitar a propagação do vírus; as duas vítimas são menores que ficaram paralisados no Estado nordestino de Borno.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

A Nigéria anunciou esta quinta-feira a descoberta de dois primeiros casos de pólio desde 2014, que deixaram menores paralisados no Estado nordestino de Borno.

O governo disse que vai tomar medidas imediatas para tentar garantir a contenção do surto de pólio vírus selvagem. A série de ações inclui campanhas de imunização em grande escala e sistemas de vigilância reforçada.

Propagação

O último caso confirmado de pólio no continente africano foi registado em julho de 2014 na Nigéria. Dois anos antes, o país teve mais de metade dos casos de pólio do mundo.

O governo nigeriano anunciou que colabora com a Organização Mundial de Saúde, OMS, e outros parceiros para evitar a propagação do vírus.

Progressos

A diretora regional da OMS para África expressou "profunda tristeza " pela notícia da paralisação das crianças, em nota que ressalta que o país tinha feito "progressos significativos" para erradicar a doença nos últimos anos.

Matshidiso Moeti define como "prioridade absoluta" uma campanha de imunização rápida contra a poliomielite no país africano.

Leia e Oiça:

ONU aplaude doação de €50 milhões contra ameaça terrorista do Boko Haram

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud