Zeid Al Hussein

ONU preocupada com série de ataques no Iêmen que matou dezenas de civis
BR

Várias crianças estão entre as vítimas; Escritório de Direitos Humanos apelou a todas as partes a respeitar leis internacionais sobre conflitos armados.

Monica Grayley, da ONU News em Nova Iorque.

Áudio -

ONU preocupada com série de ataques no Iêmen que matou dezenas de civis
BR

Estudo revela ataques para impedir retorno da minoria rohingya ao Mianmar
BR

Escritório dos Direitos Humanos descreve “operações de limpeza” de forças de segurança contadas por testemunhas; abusos citados no documento incluem estupros de menores de idade.

Eleutério Guevane, da ONU News em Nova Iorque.

Áudio -

Estudo revela ataques para impedir retorno da minoria rohingya ao Mianmar
BR

Chefe de direitos humanos pede investigação após violência na Catalunha
BR

Alto comissário lembrou que respostas policiais devem ser proporcionais e necessárias; apelo às autoridades espanholas é que aceitem os pedidos de visita de especialistas das Nações Unidas à região.

Eleutério Guevane, da ONU News em Nova Iorque.*

Áudio -

Chefe de direitos humanos pede investigação após violência na Catalunha
BR

Iraque: execução de 42 presos preocupa chefe de Direitos Humanos da ONU
BR

Enforcamento em massa foi realizado no domingo, no sul do país; Zeid Al Hussein lembrou que “pela lei internacional, a pena de morte só pode ser imposta após um rigoroso conjunto de requisitos” processuais terem sido atendidos”.

Áudio -

Iraque: execução de 42 presos preocupa chefe de Direitos Humanos da ONU
BR

Alto comissário da ONU fala sobre possível “limpeza étnica” em Mianmar
BR

Em discurso ao Conselho de Direitos Humanos, Zeid al Hussein pede à comunidade internacional que ajude refugiados; ele citou ainda “manipulação” para minoria rohingya não possa mais retornar ao país.

Mais de 5 mil civis morreram desde o início do conflito no Iêmen
BR

Pelo menos 22% das vítimas fatais são crianças; coalizão teria sido responsável por mais de 60% das mortes; relatório revela que menores de até 10 anos estariam armados e uniformizados em postos de controle; confronto surgiu em março de 2015.

Áudio -