Zeid Al Hussein

Em dois dias, mais de mil pessoas deixaram o Burundi por medo de milícias

Chefe de direitos humanos desencoraja violência antes das  três eleições previstas para 2015;  representante menciona ação do grupo Imbonerakure e deplora tom de discursos num evento pró-governo.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

Áudio -

Em dois dias, mais de mil pessoas deixaram o Burundi por medo de milícias

Chefe de Direitos Humanos alarmado com decisões do governo da Tailândia
BR

Zeid Al Hussein cita adoção de poderes amplos sobre população civil e militares com potencial de substituir direitos humanos garantidos em leis nacionais e internacionais.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

Áudio -

Chefe de Direitos Humanos alarmado com decisões do governo da Tailândia
BR

ONU afirma que “massacre desprezível do Boko Haram tem que acabar”
BR

Declaração foi feita pelo chefe do Escritório de Direitos Humanos em Genebra; Zeid Al Hussein afirmou que “a carnificina representa uma ameaça ao desenvolvimento, à paz e a segurança da região”.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

Áudio -

ONU afirma que “massacre desprezível do Boko Haram tem que acabar”
BR

Boko Haram é tema de sessão especial do Conselho de Direitos Humanos

Em Genebra, o alto comissário Zeid Al Hussein deve abrir o encontro desta quarta-feira; a expectativa é para a assinatura de uma resolução durante o debate sobre a violência causada pelo grupo na Nigéria e na região.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Áudio -

Boko Haram é tema de sessão especial do Conselho de Direitos Humanos