Zeid Al Hussein

Alto comissário de direitos humanos preocupado com situação em vários países
BR

Zeid Al Hussein listou dezenas de nações de todos os continentes em seu relatório anual apresentado na 37ª. sessão do Conselho de Direitos Humanos; nas Américas, manifestou preocupação com forçadas armadas no Rio de Janeiro, a crise na Venezuela e interceptações de migrantes incluindo crianças na fronteira México-Estados Unidos.

Zeid: É hora de o Conselho de Segurança acabar com o “pernicioso uso” do veto
BR

Em declaração aos participantes de 37ª. sessão do Conselho de Direitos Humanos, alto comissário da ONU também falou sobre xenofobia, racismo e a defesa da Declaração Universal dos Direitos Humanos, que completa 70 anos em 2018.

Chefe de direitos humanos cita “aniquilação monstruosa” em Ghouta Oriental
BR

Escalada da ofensiva por parte do governo e aliados levou a quase 350 mortes e mais de 870 feridos somente neste mês de fevereiro; Zeid Al Hussein lembra de civis que estão há cinco anos vivendo sob o cerco e privados das necessidades mais básicas.

ONU pede a Irã para acabar com execuções de jovens
BR

Apelo foi feito pelo alto comissário para direitos humanos, Zeid Al Hussein, após alta no número de sentenças de morte; somente em janeiro, três pessoas foram executadas por crimes cometidos quando tinham 15 e 16 anos.

Chefe de direitos humanos da ONU apela por ação internacional em prol da Síria
BR

Zeid al Hussein afirma que povo sírio testemunhou um dos períodos mais sangrentos, com centenas de mortes em uma onda de ataques aéreos fatais; ações são “deploráveis” e crueis.

ONU condena alta em número de civis mortos e feridos na Síria
BR

Em comunicado, alto comissário de direitos humanos, Zeid Al Hussein citou casos em Ghouta Oriental e em Idlib, que são alvos de bombardeios e ataques por terra.

Alto comissário da ONU diz que Irã deve investigar mortes em protestos
BR

Guterres quer direitos humanos “traduzidos em atos concretos”
BR

Em mensagem do Dia dos Direitos Humanos, secretário-geral defende “mundo mais justo, seguro e melhor”; chefe da ONU elogia coragem de ativistas, incluindo funcionários da ONU que atuam em prol da questão em todo o mundo.

Zeid quer enviar nova missão a Mianmar para apurar violência a rohingyas
BR

Darfur: ONU insta Sudão a abordar situação de milhões de deslocados