Virginia Gamba

ONU quer mais atenção mundial para efeitos de conflitos armados sobre crianças
BR

Escritório, que celebra 25 anos de criação, documentou 24 mil violações graves cometidas contra 19,3 mil menores em 21 situações monitoradas pela entidade, no ano passado.

Mais de 9,2 mil crianças sofreram abusos graves no Sudão do Sul

Relatório do secretário-geral ao Conselho de Segurança destaca mais de 5,7 mil crianças usadas como soldados; perto de 2 mil foram sequestradas e cerca de 980 foram mortas ou mutiladas.

Destaque ONU News - 10 de setembro de 2018

Neste #DestaqueONUNews, apresentado por Alexandre Soares, Michelle Bachelet fez o seu primeiro discurso como alta comissária da ONU para os Direitos Humanos e a representante especial do secretário-geral para Crianças e Conflito Armado termina a visita ao Sudão do Sul. No final, há 70% de hipóteses de acontecer o fenômeno El Nino até ao final do ano.

 

Conselho de Segurança recebe alerta sobre mortes de crianças em guerra na Síria

Representante especial do secretário-geral para Crianças e Conflito Armado, Virginia Gamba, e subsecretário-geral da ONU para Assuntos Humanitários, Mark Lowcock, chamaram a atenção para o alto número de mortes; desde o início do conflito, pelo menos 7 mil crianças perderam a vida ou foram mutiladas.

Mais de 10 mil crianças foram mortas ou feridas em países em conflito
BR

Dados focam em 2017; houve aumento das violações aos direitos das crianças devido aos confrontos na República Centro-Africana, Mianmar, Sudão do Sul, Síria e Iêmen; relatório destaca ainda notícia positiva, sobre 10 mil menores que haviam sido recrutados e foram libertados por grupos armados.

Em 2016, mais de 8 mil crianças mortas ou mutiladas em conflitos armados
BR

O Relatório Anual sobre Crianças e Conflitos Armados detalha agressões, recrutamento, violência sexual e ataques a escolas e hospitais.

Denise Costa da ONU News, em Nova Iorque.

Áudio -

Em 2016, mais de 8 mil crianças mortas ou mutiladas em conflitos armados
BR

Força aérea síria e Isil por trás de pelo menos três ataques químicos na Síria
BR

Dados estão em relatório da ONU; três casos de uso de armas químicas na Síria desde abril de 2014 foram verificados por uma investigação “independente, imparcial e objetiva” autorizada pelo Conselho de Segurança.

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova York.

Áudio -

Força aérea síria e Isil por trás de pelo menos três ataques químicos na Síria
BR