violência sexual em conflito

ONU pede urgência para erradicar violência sexual em conflito 
BR

Secretário-geral diz que enfrentamento à crise requer investigação de casos e oferta de apoio às vítimas; para cada estupro notificado pode haver até 20 casos não denunciados. 

No Conselho de Segurança, Angelina Jolie pede ação contra violência sexual
BR

Enviada especial da Agência da ONU para Refugiados, Acnur, falou sobre sofrimento de crianças vítimas de crimes cometidos pelo grupo terrorista Estado Islâmico ou Daesh contra a minoria Yazidi, no Iraque.

Eleições presidenciais na Guiné-Bissau, violência sexual em conflito e Cúpula da Alta Montanha

Neste #DestaqueONUNews, Guterres pede que realização das eleições presidenciais na Guiné-Bissau seja mantida; ONU aprova fundo global para vítimas de violência sexual em conflito; e a Cúpula da Alta Montanha busca uma solução para as mudanças climáticas e o derretimento das geleiras. 

Vítimas de violência sexual em conflito terão fundo global aprovado pela ONU
BR

Lançamento acontece em evento para marcar 10º aniversário de mandato do Conselho de Segurança sobre o tema; fundo tem apoio de Prêmios Nobel da Paz Nadia Murad e Dennis Mukwege. 

Representante aborrecida com sofrimento das mulheres no Sudão do Sul

Zainab Bangura, especialista da ONU sobre violência sexual em conflito está “desapontada” com casos de estupro reportados recentemente; representante do secretário-geral lembra que governo tem a obrigação de proteger o povo.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Áudio -

Representante aborrecida com sofrimento das mulheres no Sudão do Sul

No Conselho de Segurança, Ban alerta sobre violência sexual como terrorismo
BR

Ban Ki-moon lembrou sequestro de meninas nigerianas em 2014 como um dos exemplos “mais terríveis”; prática também seria usada para atrair combatentes e fazer dinheiro.

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova York.

Áudio -

No Conselho de Segurança, Ban alerta sobre violência sexual como terrorismo
BR

Mais de 50 oficiais rejeitam violência contra crianças no Sudão do Sul

Compromissos foram assinados pelos membros da força da oposição; documento prevê responsabilização por crimes sexuais; sessão de trabalho teve foco na prevenção e resposta à violência sexual associada aos conflitos.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

Áudio -

Mais de 50 oficiais rejeitam violência contra crianças no Sudão do Sul