trigo

Preço dos alimentos subiu 1,7% em um mês

FAO revela que alta foi impulsionada pelo custo dos laticínios; baixa produção e aumento do custo da gasolina no Brasil tiveram impacto no aumento dos custos do açúcar; produção mundial de cereais deve atingir 2,609 bilhões de toneladas.

Para FAO, clima adverso ditou aumento dos preços da comida em outubro

De acordo com o Índice de Preços dos Alimentos, custo da comida  subiu  3,9% em relação a setembro; agência apresenta revisão em baixa para produção de cereais em 2015.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

Áudio -

Para FAO, clima adverso ditou aumento dos preços da comida em outubro

Colheita de trigo no Brasil deve atingir novo recorde neste ano
BR

Previsão da FAO é de 7,2 milhões de toneladas, ou 17% a mais do que os números de 2014; no mundo todo, commodities agrícolas estão passando por um período de preços mais baixos e voláteis.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

Áudio -

Colheita de trigo no Brasil deve atingir novo recorde neste ano
BR

FAO pede ajuda imediata para agricultores no Nepal
BR

Agência da ONU diz que recebeu apenas 13% do apelo de US$ 23 milhões para ajudar o setor; mais de 8 mil pessoas morreram no país por causa de dois terremotos em abril e maio deste ano.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

Áudio -

FAO pede ajuda imediata para agricultores no Nepal
BR

FAO aponta queda de 3,6% nos preços de alimentos em agosto
BR

Índice dos Preços dos Alimentos caiu 3,6% em relação a julho; produção de trigo no Brasil teve aumento significativo; carne e arroz sofreram aumento.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova York.* 

Áudio -

FAO aponta queda de 3,6% nos preços de alimentos em agosto
BR

Média mundial de preço dos alimentos teve o menor nível do ano
BR

Segundo a FAO, grãos, oleaginosas e derivados do leite foram os principais responsáveis pela baixa em julho; consumidor pagou mais pela carne vermelha, reflexo da maior demanda na China.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.*

Áudio -