tratamento

Durban 2016: “ciência está a favor” da resposta acelerada ao HIV, diz brasileiro

Em conferência internacional, Ban destaca acesso a tratamento para HIV
BR

Secretário-geral da ONU viajou para encontro mundial sobre Aids nesta segunda-feira, em Durban, África do Sul; chefe da ONU ressaltou que número de pessoas tratadas com terapia antirretroviral aumentou 17 vezes desde 2000.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

Áudio -

Em conferência internacional, Ban destaca acesso a tratamento para HIV
BR

Novas tecnologias para detectar HIV em bebês pré-qualificadas pela OMS
BR

Segundo a agência da ONU, testes permitirão diagnósticos mais rápidos; em 2015, dos mais de 1,2 milhão de bebês nascidos de mães vivendo com HIV em todo o mundo, pouco mais da metade teve acesso a teste para recém-nascidos.

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova York.

Áudio -

Novas tecnologias para detectar HIV em bebês pré-qualificadas pela OMS
BR

Unaids Brasil apresenta maneiras de engajar jovens no combate ao HIV
BR

Agência debate na ONU impactos de mostrar na novela Malhação, da TV Globo, um casal sorodiferente; roteirista explica como a iniciativa ajudou a quebrar o estigma e educar adolescentes sobre prevenção e fim do preconceito.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

Áudio -

Unaids Brasil apresenta maneiras de engajar jovens no combate ao HIV
BR

ONU: epidemia da Aids é movida por violações dos direitos humanos
BR

Relatores especiais pediram a países que retirem leis, políticas e práticas punitivas; barreiras ao acesso a serviços de saúde impedem adolescentes e jovens mulheres de buscarem informações sobre saúde reprodutiva e sexual.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

Áudio -

ONU: epidemia da Aids é movida por violações dos direitos humanos
BR

Mais 2 milhões de pessoas estão recebendo tratamento para HIV no mundo
BR

Unaids anunciou que número de pacientes com acesso aos antirretrovirais mais do que dobrou desde 2010, chegando agora a 17 milhões; agência da ONU disse que uso dos medicamentos reduziu o número de mortes em quase 30%.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

Áudio -