soldados da paz

Número de mulheres em operações de paz da ONU duplica e vítimas mortais caem pela metade
BR

Houve avanços entre 2017 e 2019; evento de alto nível discutiu progressos e desafios para essas missões; secretário-geral disse que crise financeira foi ultrapassada, mas deve acontecer novamente se as causas não forem resolvidas.

Militares portugueses na República Centro-Africana recebem medalha da ONU

180 homens e mulheres da 5ª Força Nacional Destacada regressam esta semana a Portugal; representante especial do secretário-geral no país disse que soldados de paz cumpriram com sucesso a “missão delicada”.

Militares de Portugal em missões de paz no mundo

O chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas portuguesas, almirante António Silva Ribeiro, disse à ONU News que o país continuará a participar ativamente em missões de paz no mundo.

Libéria passa oficialmente de país beneficiário para contribuinte de soldados da paz

Novo acordo de parceria mostra "claro impacto positivo da manutenção da paz da ONU”; 202 boinas azuis morreram no país entre 1989 e 2003; militares liberianos já operam nas missões do Mali e Sudão do Sul.

Guterres condena assassinato de sete soldados de paz na RD Congo

Boinas-azuis do Malaui e da Tanzânia perderam a vida durante confronto com grupos armados; pelo menos 10 pessoas ficaram feridas; secretário-geral diz que estes grupos aumentam sofrimento da população e complicam a resposta ao ebola.

Dois soldados da paz morrem em ataque no Mali

Missão de paz é a mais perigosa em todo o mundo para os boinas-azuis da ONU; ataque causou vários feridos.

Missão da ONU sofre segundo ataque fatal em uma semana na República Centro-Africana

Secretário-geral lamenta morte da quinta vítima de atos dirigidos a forças de paz este ano; vítima era de de nacionalidade burundesa; chefe da ONU reafirma apoio inabalável da operação de paz para proteger civis e estabilizar a nação africana.

Em Nova Iorque, chefe da ONU deposita coroa de flores em tributo a forças de paz

Secretário-geral diz que Nações Unidas vão sempre honrar pacificadores; para António Guterres, perigos no terreno aumentaram; para ele, na ONU o símbolo mais conhecido é o do boina-azul.