Siria

Acnur pede maior apoio da União Europeia com sírios que chegam à região
BR

Nações Unidas revelam custos de “ano extraordinário” em operações

Escritório de Assistência Humanitária tem por alvo apoiar 73 milhões de pessoas até ao fim do ano; República Centro-Africana, Chade e República Democrática do Congo entre os destinatários da ajuda da organização.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

Áudio -

Nações Unidas revelam custos de “ano extraordinário” em operações

ONU precisa de US$ 8,6 bilhões extras para cobrir ações humanitárias em 2013
BR

Ao todo serão necessários este ano US$ 13 bilhões, um terço da quantia irá para a Síria e os países vizinho; Escritório de Assistência Humanitária pretende atender 73 milhões de pessoas até dezembro.

Áudio -

ONU precisa de US$ 8,6 bilhões extras para cobrir ações humanitárias em 2013
BR

Ao todo serão necessários este ano US$ 13 bilhões, um terço da quantia irá para a Síria e os países vizinho; Escritório de Assistência Humanitária pretende atender 73 milhões de pessoas até dezembro.

Unesco repudia violência e danos a patrimônio mundial na Síria
BR

Castelos Crac de Chevaliers refletem arquitetura dos séculos 11 e 13, durante as Cruzadas; conflito no país já matou mais de 100 mil pessoas. 

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

Áudio -

Unesco repudia violência e danos a patrimônio mundial na Síria
BR

Alta comissária da ONU quer corredor humanitário para civis na Síria
BR

Navi Pillay emitiu comunicado pedindo também acesso para trabalhadores humanitários nas cidades de Homs e Alepo; cerca de 2,5 mil pessoas não conseguem sair de Homs.

Áudio -

Alta comissária da ONU quer corredor humanitário para civis na Síria
BR

Navi Pillay emitiu comunicado pedindo também acesso para trabalhadores humanitários nas cidades de Homs e Alepo; cerca de 2,5 mil pessoas não conseguem sair de Homs.

Chefe de comissão de inquérito sobre armas químicas vai à Síria
BR

Ake Sellström irá ao país árabe, a convite do governo; ele será acompanhado pela alta representante da ONU para o Desarmamento, Angela Kane.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova York.*

Áudio -