São Tomé e Príncipe

São Tomé e Príncipe anuncia graduação a país de renda média para 2024 
BR

Presidente Evaristo do Espírito Santo Carvalho informou que país prepara transição consciente dos desafios a enfrentar; ele pediu ação internacional para apoiar Moçambique na luta contra extremistas islâmicos na província de Cabo Delgado e discorreu sobre conflitos em outras nações africanas. 

ONU-Habitat quer unir cidades lusófonas em intercâmbio virtual sobre lições da pandemia
BR

Agência encerra, neste 10 de setembro, prazo de inscrições de eventos para participar no Circuito Urbano 2020 em outubro; processo oferece apoio a iniciativas de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique e São Tomé e Príncipe.

Entrevista: Elsa Teixeira de Barros Pinto, chefe da diplomacia de São Tomé e Príncipe
BR

Ministra dos Negócios Estrangeiros, Cooperação e Comunidades conversou com a ONU News, horas antes do discurso do presidente do país na Assembleia Geral, Evaristo do Espírito Santo Carvalho.

Presidente de São Tomé e Príncipe pede “apoio indispensável” à comunidade internacional

Evaristo do Espírito Santo Carvalho discursou esta quinta-feira na 74ª Sessão da Assembleia Geral; chefe de Estado destacou graduação do país para a classe de rendimento médio, mas disse que continuam existindo desafios enormes.

Fome aumenta na África e afeta mais de 257 milhões de pessoas

Relatório menciona progressos substanciais de Angola na redução da subnutrição; com 30%, Moçambique tem maior proporção de desnutridos entre lusófonos africanos; subnutrição afeta um quinto da população africana.

Especial Câncer de Próstata: entre eliminar tabus e divulgar a mensagem de esperança 
BR

Exame pode retardar morte de até 30% dos pacientes confirmados; Lusófonos falam de mobilização e possibilidade de tratamento; insegurança é comum em homens antes de fazer o exame em vários pontos do mundo.*

Economia azul é oportunidade “excelente” para parcerias entre países de língua portuguesa

Diretor na Comissão Econômica da ONU para África fala de possíveis trocas envolvendo as nações do bloco; António Pedro vê oportunidades para cooperar, apesar de diferentes estágios de desenvolvimento.

FAO lança projeto de US$ 4,6 milhões em São Tomé e Príncipe para combater mudanças climáticas

Iniciativa acontece em mais nove países e custa US$ 54 milhões; em São Tomé e Príncipe devem ser restaurados cerca de 36 mil hectares de floresta e beneficiadas 17 mil pessoas; Guiné-Bissau também faz parte do programa.