Rui Cardoso Pereira

Entrevista: Rui Cardoso Pereira

Especialista da Agência Internacional de Energia Atômica fala à ONU News sobre um banco de dados que ajuda países a realizar irradiação de frutas evitando contaminação e pragas incluindo a mosca da fruta.

De acordo com Rui Cardoso Pereira, as doses de irradiação são medidas corretamente para evitar qualquer perigo ou dano à saúde.

Países de língua portuguesa na África como Guiné-Bissau e Moçambique, estão entre as nações que participam da iniciativa, que tem beneficiado principalmente atividades de exportação dessas nações.

Aiea investe na técnica do inseto estéril para combater Aedes egypti BR

Especialista da Agência Internacional de Energia Atômica, Rui Cardoso Pereira, afirmou que a liberação de insetos esterilizados já começou na China; tecnologia já era usada contra a mosca do gado, da fruta e outras; projeto-piloto está funcionando na China e deve começar em breve no Brasil, no México e na Tailândia.

Monica Grayley, da ONU News em Nova Iorque.

Banco de dados sobre radiação de frutas assiste países com exportações

Agência Internacional de Energia Atómica, Aiea, coopera com nações que não têm recursos para conduzir estudos e tratamento de alimentos que vendem para o exterior; especialista da Aiea diz à ONU News que muitos países africanos incluindo a Guiné-Bissau beneficiam-se da iniciativa.

Monica Grayley, da ONU News em Nova Iorque.*

Um banco de dados com doses certas de radiação de alimentos está a ajudar países a exportar frutas de maneira segura.

Entrevista: estudo sobre a mosca da fruta

O entomólogo Rui Cardoso Pereira trabalha na Divisão da FAO e da Aiea para Técnicas em Alimentos e Agricultura.

Nesta entrevista à Rádio ONU, de Viena, o pesquisador fala do mais recente estudo sobre a mosca da fruta. O agente chega a causar prejuízos de até 80% na produção dos exportadores dos países em desenvolvimento.

Pereira explica as vantagens da nova descoberta, que associa quatro das pragas mais mortíferas à espécie biológica bactrocera dorsalis.

Acompanhe a conversa com Eleutério Guevane.

Tempo total: 12’10”

Entrevista: Rui Cardoso Pereira

Um programa conjunto da Agência Internacional de Energia Atómica, Aiea, e do governo da Etiópia quer erradicar a mosca tsé-tsé no país.

O inseto carrega um parasita responsável pela nagana, semelhante à doença do sono, que ocorre nos humanos. A transmissão ocorre quando a mosca pica os animais, principalmente o gado, podendo levá-los à morte.