Rio de Janeiro

Projeto humanitário no Rio de Janeiro já doou 25 mil refeições
BR

Neste Destaque ONU News Especial, conheça o trabalho de um grupo que já entregou 25 mil refeições na cidade brasileira desde o início da pandemia. O Projeto Sem Fome é liderado por sobrinho do ex-chefe da Missão da ONU, morto em Bagdá em 2003.  André Simões conta como a iniciativa começou e o que pretende fazer no futuro.

Especial: Inspirados em Vieira de Mello voluntários distribuem ajuda humanitária no Rio de Janeiro  
BR

Grupo, liderado por sobrinho do ex-chefe da Missão da ONU, morto em Bagdá em 2003, já entregou 25 mil refeições na cidade brasileira desde o início da pandemia; André Simões conta que a cada contato com os beneficiados, ele revive os ideais do ex-funcionário das Nações Unidas.*

Pare e pense antes de postar, pede campanha da ONU a usuários de internet
BR

Nesta terça-feira, Departamento de Comunicação Global das Nações Unidas, que lidera a campanha “Verificado” com outros parceiros, convida participantes de redes sociais a refletirem antes de compartilhar postagens para evitar a disseminação de notícias falsas sobre a Covid-19; Centro de Informação da ONU no Rio de Janeiro realiza evento em 2 de julho.

Agências da ONU apoiam idosos e outros grupos fragilizados em comunidades do Rio Janeiro
BR

Assistência chega a 10 favelas através do Programa Territórios Sociais; beneficiários são milhares de idosos doentes; ONU-Habitat recolheu dados e Unicef garantiu aquisição de materiais de higiene para tempos de pandemia; iniciativa ocorre em parceria com o governo local.

Jogadora Marta leva Objetivos de Desenvolvimento Sustentável ao Carnaval do Rio
BR

A atleta será homenageada pela Escola de Samba Inocentes de Belford Roxo; samba enredo é inspirado na vida de Marta, empoderamento das mulheres e quebra de barreiras; jogadora sairá em carro alegórico com símbolo das Nações Unidas.

Guterres envia condolências ao Brasil após cheias no sudeste do país
BR

Em briefing a jornalistas, porta-voz do secretário-geral diz que as Nações Unidas estão em contato com o governo e prontas para apoiar o país; fortes chuvas e deslizamentos mataram pelo menos 56 pessoas e forçaram 29 mil a serem evacuadas.