República Democrático do Congo

Destaque ONU News - 10 de janeiro de 2018

O #DestaqueONUNews desta quarta-feira é apresentado por Denise Costa e começa com o encontro no Conselho de Segurança, sobre a República Democrática do Congo.

Sul-africana, boina-azul da ONU na RD Congo, ganha prêmio sobre gênero
BR

Major Seitebatso Pearl Block, que serve na Monusco, criou campanha para que abusos e violência sexuais sejam denunciados sem medo através de mensagens SMS; iniciativa inclui contatos para conselhos a mulheres na República Democrática do Congo.

Áudio -

Sul-africana, boina-azul da ONU na RD Congo, ganha prêmio sobre gênero
BR

Aumento de deslocados pode reduzir ajuda humanitária para RD Congo

Acnur revela que motivos de fuga incluem ação de milícias, agitação, violência e conflitos; Acnur adverte que mais de 100 mil pessoas deixaram o país em um ano; pelo menos 428 mil deslocados foram registados nos últimos três meses.

Áudio -

Aumento de deslocados pode reduzir ajuda humanitária para RD Congo

ONU preocupada com violência que já matou mais de 50 na RD Congo

Escritório de Direitos Humanos regista 300 detidos desde segunda-feira; agências de notícias apontam atrasos eleitorais como causa do surto; alto comissário chama a atenção para crise iminente em grande escala.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Áudio -

ONU preocupada com violência que já matou mais de 50 na RD Congo

Tribunal da ONU condena Jean-Pierre Bemba por crimes de guerra
BR

Ex-vice-presidente da República Democrática do Congo vai passar os próximos 18 anos na prisão; Bemba foi considerado culpado também por crimes de violência sexual cometidos na República Centro-Africana.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova York.*

Áudio -

Tribunal da ONU condena Jean-Pierre Bemba por crimes de guerra
BR

Kinshasa debate impulso do setor privado para estabilidade dos Grandes Lagos

Evento apoiado pela ONU vai expor negócios de sucesso e oportunidades de investimento; promoção da estabilidade e da paz é uma das metas para a área marcada por vários conflitos.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

Áudio -