repatriamento

Acnur preocupado com repatriamento forçado de refugiados que estavam em Angola

Cerca de 530 pessoas da República Democrática do Congo voltaram para casa no final de fevereiro incluindo 217 crianças; Acnur já contatou governo de Angola.

Líbia: OIM celebra primeiro repatriamento de migrantes de Misrata

Operação envolveu 46  cidadãos bengalis;  falta de segurança é a principal preocupação para movimentar estrangeiros de áreas fora da capital líbia; apoio da agência incluiu cuidados antes da viagem e fundos para a reintegração.

Eleutério Guevane, da ONU News em Nova Iorque.

Áudio -

Líbia: OIM celebra primeiro repatriamento de migrantes de Misrata

Recomeça o repatriamento de marfinenses refugiados na Libéria

Processo foi interrompido por mais de um ano porque fronteiras estavam fechadas devido ao surto de ébola; 11 mil refugiados da Côte d’Ivoire confirmaram ao Acnur o desejo de retornar ao seu país de oirgem; primeiro comboio já saiu.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Áudio -

Recomeça o repatriamento de marfinenses refugiados na Libéria

Para Guterres, ignorar o Afeganistão seria “erro perigoso”
BR

Alto comissário da ONU para Refugiados pede à comunidade internacional que volte a atenção para o país; um a cada cinco habitantes já foi refugiado; 2,6 milhões de afegãos estão espalhados por 70 países, como Irã e Paquistão.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

Áudio -

Para Guterres, ignorar o Afeganistão seria “erro perigoso”
BR

No Paquistão, Guterres discute retorno de milhões de afegãos ao seu país

De acordo com o Acnur, território acolhe população refugiada em situação mais prolongada do mundo; cerca de 1 milhão de afegãos vivem em situação irregular no país vizinho.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

Áudio -

No Paquistão, Guterres discute retorno de milhões de afegãos ao seu país

OIM: mais de 500 angolanos deixaram a RD Congo e voltaram à casa

OIM e Acnur trabalham diretamente com governos de Angola e da RD Congo para conduzir a volta; desde 2002, mais de 400 mil refugiados angolanos voltaram ao país de origem.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

Áudio -