Refugiados e Migrantes da Venezuela

Mulheres grávidas fogem da falta de cuidados de saúde na Venezuela
BR

Agência das Nações Unidas para Refugiados aponta que milhares de gestantes deixaram país para proteger suas vidas e de seus bebês; mortes maternas teriam crescido 65% em território venezuelano.

Agências da ONU ajudaram mais de 5 mil venezuelanos a encontrar novos locais para viver no Brasil
BR

Iniciativa de realocação voluntária começou em abril de 2018 e envolve 50 cidades diferentes em todo o país; programa quer ajudar a reduzir pressão sobre as comunidades de acolhimento no norte do Brasil.