recrutamento

Grupo armado liberta cerca de 900 crianças na Nigéria
BR

Crianças e jovens serão beneficiados por programas de reintegração; Unicef estima que mais de 3,5 mil menores foram recrutados e usados no conflito no nordeste do país em 2017; milícia Cjtf apoia forças de segurança no combate à insurgência. 

Grupos armados recrutaram 1,3 mil crianças este ano no Sudão do Sul

Unicef fala de crianças cada vez mais direcionadas pelo recrutamento; cerca de 17 mil menores já foram usados no conflito que completa três anos; menores mortos ou mutilados durante o período ultrapassam 2,3 mil.

Eleutério Guevane, da ONU News, em Nova Iorque.*

Áudio -

Grupos armados recrutaram 1,3 mil crianças este ano no Sudão do Sul

Unicef destaca recrutamento de 650 menores este ano no Sudão do Sul

Receio é que novo conflito exponha dezenas de milhares de menores em maior risco; após visitar cidades do país, representante da agência alerta para violência sexual generalizada contra meninas e mulheres.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Áudio -

Unicef destaca recrutamento de 650 menores este ano no Sudão do Sul

ONU está contratando médicos e enfermeiros para combater o ebola
BR

Profissionais de saúde vão trabalhar em várias regiões da África; doença já infectou mais de 13,6 mil pessoas principalmente na  Libéria, em Serra Leoa e na Guiné.

Edgard Júnior, da Radio ONU em Nova York.

Áudio -

ONU está contratando médicos e enfermeiros para combater o ebola
BR

OMS cita “otimismo cauteloso” sobre redução de casos de ebola na Libéria
BR

Declaração foi feita pelo diretor-geral assistente da agência a jornalistas em Genebra; Bruce Aylward disse que meta da organização é construir 56 Centros de Tratamento nos três países mais atingidos pelo surto.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

Áudio -

OMS cita “otimismo cauteloso” sobre redução de casos de ebola na Libéria
BR

ONU lança campanha contra uso de crianças-soldado
BR

Iniciativa tem objetivo de acabar com recrutamento feito por forças de governos até 2016; Secretário-Geral afirmou que menores devem estar armados de canetas e livros e não armas.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

Áudio -