produtividade

Câncer gera US$ 46 bilhões em perdas de produtividade nos Brics
BR

Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul são analisados pela Agência Internacional para Pesquisa sobre Câncer; estudo destaca ser urgente combater câncer nesses países, onde ocorrem 42% das mortes pela doença.

Leda Letra, da ONU News em Nova Iorque.

Áudio -

Câncer gera US$ 46 bilhões em perdas de produtividade nos Brics
BR

Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul são analisados pela Agência Internacional para Pesquisa sobre Câncer; estudo destaca ser urgente combater câncer nesses países, onde ocorrem 42% das mortes pela doença.

África vai continuar com mais áreas rurais até 2035

África vai continuar com mais áreas rurais até 2035

Relatório mostra crescimento rápido de Cabo Verde e aceleração da transformação em Moçambique; documento destaca Brasil por ter baixado em 42% a população pobre em 12 anos.

Eleutério Guevane, da ONU News em Nova Iorque.*

Áudio -

OMS marca Dia Mundial da Audição pedindo investimentos na saúde
BR

OMS marca Dia Mundial da Audição pedindo investimentos na saúde
BR

Perda auditiva por falta de tratamento custa até US$ 107 bilhões para os países; doença causa ainda desemprego e aposendatoria antecipada; pacientes sofrem com isolamento social, dificuldades de comunicação e estigma.

Monica Grayley, da ONU News em Nova Iorque.

Áudio -

Agência da ONU quer apoio do G-20 para a industrialização em África

Documento é divulgado por ocasião da reunião dos líderes das 20 maiores economias do mundo; Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento Industrial quer revolução no continente.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

Áudio -

Agência da ONU quer apoio do G-20 para a industrialização em África

Banco Mundial analisa avanços sociais e entraves à economia brasileira
BR

Banco Mundial analisa avanços sociais e entraves à economia brasileira
BR

Diretor da Instituição para o Brasil afirmou que país terá de fazer escolhas para favorecer os mais pobres; Martin Raiser disse que isso “exige instituições e processos orçamentários mais fortes”.

Mariana Ceratti, do Banco Mundial em Brasília para a Rádio ONU.

Áudio -