petroleo

África: estudo sugere transformar crise de matérias-primas em oportunidades

Pnud apresenta pesquisa baseada em experiências de economias do continente; discussão em Nova Iorque é apoiada pela União Africana; objetivo é ajudar crescimento e estabilidade de países dependentes de mercadorias.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

Áudio -

África Subsaariana vai passar pelo segundo ano difícil, aponta FMI

Crescimento económico é o mais fraco dos últimos 15 anos; preço das matérias-primas estão fracos, além dos efeitos da seca; órgão destaca necessidade urgente de se redefinir políticas para segurar o crescimento.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova Iorque. 

Áudio -

África Subsaariana vai passar pelo segundo ano difícil, aponta FMI

Banco Mundial aumenta em 10% previsão do custo do petróleo em 2016

Barril deve custar US$ 41 em comparação com os US$ 37 previstos em janeiro; estudo indica que países que fizeram empréstimos e grandes investimentos podem ter dificuldades em pagar as suas dívidas.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Áudio -

Banco Mundial aumenta em 10% previsão do custo do petróleo em 2016

FMI confirma pedido de apoio feito por Angola

Valor do programa do país não foi divulgado;  acertos podem rer feitos em Washington e em território angolano; instituição destaca desafios com a queda acentuada dos preços do petróleo.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Áudio -

FMI confirma pedido de apoio feito por Angola

África Central: ECA cita agronegócio como saída para crise do petróleo

Produto é responsável por mais de um terço das receitas dos países da área; peritos buscam harmonizar e coordenar políticas económicas e sociais perante queda de preços petrolíferos.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

Áudio -

África Central: ECA cita agronegócio como saída para crise do petróleo

Com queda de preços, poupanças do Fundo do Petróleo protegem Timor-Leste

Observação é do FMI, que sublinha necessidade de diversificar economia; recomendação ao governo é que invista em saúde e educação; recado ao setor privado é que expanda setores como agricultura e turismo.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

Áudio -