Paz e Segurança

Annan pede pressão internacional sobre Chade e Sudão

O Secretário-Geral da ONU, Kofi Annan, apelou à comunidade internacional a pressionar o Chade e o Sudão como forma de prevenir um conflito junto a sua fronteira.

Minustah afirma que posse de Préval marcará nova era no Haiti
BR

O porta-voz da Missão de Estabilização da ONU no Haiti, David Wimhurst, disse que a Minustah está preparada para a posse do novo presidente do país, René Prevál (foto), marcada para 14 de maio.

Annan apela para proteção de civis no conflito do Oriente Médio
BR

O Secretário-Geral da ONU, Kofi Annan, pediu a todas as partes envolvidas no conflito israelense-palestino que não tomem nenhuma medida que vá colocar em risco a população civil.

Annan quer mensagem clara do CS à Côte d’Ivoire

O Secretário-Geral da ONU, Kofi Annan, pediu ao Conselho de Segurança para enviar uma mensagem firme às diferentes partes na Côte d’Ivoire no sentido de respeitarem o prazo de realização das eleições, marcadas para Outubro de 2006.

Chade não vai expulsar refugiados de Darfur, segundo Acnur

O presidente do Chade, Idriss Deby, informou o Alto-Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur) que não vai expulsar do país os 200 mil refugiados da região sudanesa de Darfur, como havia ameaçado sexta-feira.

Pnud ajuda a reintegrar famílias de ex-combatentes no Afeganistão
BR

O Programa de Desenvolvimento das Nações Unidas, Pnud, firmou um acordo com o Ministério da Educação do Afeganistão para ajudar a reintegrar famílias de ex-combatentes afegãos.

Diretor da Aiea vai ao Irã discutir programa nuclear do país
BR

O diretor da Agência Internacional de Energia Atômica, Mohammed El-Baradei (foto), se reunirá com autoridades iranianas, em Teerã, capital do Irã, para discutir o programa nuclear do país.~

África precisa de um milhão de técnicos da saúde para alcançar ODM

A África precisa de pelo menos um milhão de trabalhadores no sector da saúde para poder alcançar os Objectivos de Desenvolvimento do Milénio (ODM) em 2015.

Milhares fogem após assassinatos de líderes indígenas na Colômbia
BR

Uma porta-voz do Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados, Acnur, informou que mais de mil pessoas na Colômbia fugiram de suas casas após o assassinato de dois líderes da comunidade indígena Wounaan, no noroeste do país.