Organização Mundial de Saúde

OMS: tabaco, álcool e obesidade continuam a preocupar na Europa

Consumo de álcool e tabaco na região é o mais elevado do mundo; mortes prematuras continuam em queda; europeus vivem em média mais um ano do que há cinco anos.

OMS: nenhum caso de ébola confirmado na última semana

Agência da ONU declarou o fim da transmissão do vírus do ébola na Guiné Conacri em 29 de dezembro; Serra Leoa chegou a este marco em novembro e a expectativa é que a Libéria siga o exemplo em meados de janeiro.

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Áudio -

OMS: nenhum caso de ébola confirmado na última semana

Mais de 10,7 mil casos de cólera registrados no Oriente Médio e na África
BR

Pelo menos 170 pacientes morreram no Iraque, Barein, Kuwait, RD Congo e Tanzânia; Organização Mundial da Saúde precisa de US$ 5 milhões para ampliar medidas para conter o surto nesses países.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.*

Áudio -

Mais de 10,7 mil casos de cólera registrados no Oriente Médio e na África
BR

Dia Mundial Humanitário: OMS pede proteção a trabalhores de saúde
BR

Apenas em 2014, agência das Nações Unidas recebeu relatos de 372 ataques a trabalhadores de saúde em 32 países; ações resultaram em 603 mortes; campanha digital #ThanksHealthHero presta homenagem a ações destes profissionais.

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova York.

Áudio -

Dia Mundial Humanitário: OMS pede proteção a trabalhores de saúde
BR

Preparo para emergências foi importante na resposta a terremotos no Nepal
BR

Afirmação é da Organização Mundial da Saúde; há relatos de que mais de 8 mil pessoas morreram e cerca de 19 mil ficaram feridas nos terremotos.

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova York.*

Áudio -

Preparo para emergências foi importante na resposta a terremotos no Nepal
BR

Unicef preocupada com abandono de crianças suspeitas de ébola na Serra Leoa

Agência menciona famílias com medo de tocar nos filhos;  um em cada cinco casos registados no país ocorre em criança; agência prevê abrir 30 centros de atenção comunitária.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.* 

Áudio -