ONU

Discurso da primeira-dama de Angola na ONU

Acompanhe a intervenção da primeira-dama de Angola, Ana Dias Lourenço, na 2ª reunião do Grupo de Mulheres Líderes pela Igualdade do Género, na sede das Nações Unidas.

A representante participou no painel de debate que abordou o empoderamento das mulheres como elemento-chave em prol do desenvolvimento sustentável.

O poder de rainhas e guerreiras que Angola trouxe para reflexão sobre igualdade de género

Assembleia Geral convidou primeira-dama angolana para 2ª reunião do Grupo de Mulheres Líderes pela Igualdade do Género; representante destacou educação  como factor principal de desenvolvimento e paridade.

Guterres em Moçambique, ebola na RD Congo e animação portuguesa premiada na ONU

Neste #DestaqueONUNews, RD Congo confirma primeiro caso de ebola em cidade com mais de 2 milhões de pessoas, Guterres chama a atenção do mundo ao drama sofrido pelas pessoas afetadas pelos ciclones em Moçambique e portuguesa vence festival de filmes na ONU com animação sobre o desperdício de água.

RD Congo confirma primeiro caso de ebola em cidade com mais de 2 milhões de pessoas
BR

Diretor-geral da OMS diz que situação pode ser um divisor de águas na epidemia na reunião de alto nível que acontece em Genebra; Comitê de Emergência será reunido o mais rapidamente possível.

Portuguesa vence festival de filmes na ONU com animação sobre o desperdício de água

Marina Lobo foi premiada com a animação “Aquametragem” no Festival de Filmes ODSs em Ação; competição destaca ações de pessoas e organizações no mundo em prol das 17 metas globais.

Unicef e parceiros lançam programa de acesso à educação na Somalilândia
BR

Mais da metade das crianças na Somalilândia estão fora da escola na região administrativa semiautônoma da Somália; programa terá duração de três anos; orçamento total é de US$ 64 milhões.

Em Timor-Leste, rendimento das famílias cresceu mais do que o dobro em 14 anos

Novo relatório destaca que esse desempenho foi observado entre 2002 e 2016; estímulo foi dado pelos setores de construção e serviços públicos; estudo recomenda investimento no capital humano e diversificação da economia.

Chefe da ONU vive “força” do povo moçambicano em área atingida por ciclone

António Guterres fecha visita a Moçambique após interagir com crianças em salas de aula sem teto, mulheres cultivando sem ferramentas e pessoas que não podem ver, ouvir ou falar; sobreviventes relataram episódios de destruição e esperança.

Mulheres da Guiné-Bissau preparam-se para melhorar estratégias para eleições

Apoio da ONU pretende melhorar prestação em próximas votações; organização apoiou  ateliê analisou lições das legislativas de 10 de março.*

Em Moçambique, Guterres pergunta “Quantos tiveram a casa destruída?” e todos levantam o braço

Escola com centenas de crianças na segunda maior cidade de Moçambique continua a operar sem teto; chefe da ONU esteve com pessoas com deficiências que sofreram com o desastre natural da África Austral em décadas; secretário-geral visita campo de reassentamento.*