OMS

600 milhões de crianças não têm água para beber e serviços sanitários na escola

Informação faz parte de novo relatório de duas agências da ONU, publicado esta segunda-feira; mais de um terço de todas as escolas no mundo não tem serviços de higiene que permitam às crianças lavar as mãos.

Destaque ONU News - 24 de agosto de 2018

Neste #DestaqueONUNews, apresentado por Alexandre Soares, a crise dos refugiados rohingya começou há um ano; e uma nova plataforma com informações sobre saúde e direitos humanos está disponível, de forma gratuita, em Angola. No final, conheça a história de um sírio que ensina crianças refugiadas sobre o seu país.

Ebola já matou 63 pessoas na República Democrática do Congo

OMS anunciou que 103 casos ocorreram em seis áreas afetadas pela 10ª epidemia no país; agência trabalha em novo plano de resposta ao surto com autoridades congolesas; financiamento será garantido por doadores e parceiros humanitários.

ONU quer mais recursos um ano após chegada de rohingyas a Cox’s Bazar

Acnur destaca que movimento da população é um dos maiores de sempre; OIM alerta para impacto da falta de serviços essenciais perto do início da época de ciclones.

Síria: cerca de 2 milhões podem ficar sem serviços de saúde por causa do conflito
BR

OMS quer mais fundos para apoiar vítimas em cinco províncias do noroeste; mais da metade das instalações de saúde públicas foram destruídas ou obrigadas a fechar por causa dos confrontos no país.

OMS diz que conflito na RD Congo agrava combate a novo surto de ebola
BR

Província onde doença ressurgiu tem 1 milhão de deslocados e mais de 100 grupos armados; Organização Mundial da Saúde, OMS, deve confirmar, até terça-feira, se pode ser usada a mesma vacina que combateu o último surto. 

OMS anuncia bolsa para jornalistas que cobrem segurança

Iniciativa tem apoio do Centro Internacional de Jornalistas, Icfj; são 12 vagas para jornalistas em todo o mundo; prazo para inscrições encerra em 17 de agosto; evento ocorrerá de 3 a 7 de novembro na Tailândia.

Novos casos de ebola confirmados na República Democrática do Congo

Anúncio acontece apenas oito dias depois de ter sido declarado o fim do último surto; contaminações estão em região com conflitos, o que pode dificultar o acesso a tratamento.

A importância da amamentação na primeira hora de vida

Maaike Arts é especialista em nutrição infantil do Fundo da ONU para a Infância, Unicef; nesta entrevista, ela explica as principais conclusões de um relatório que mostra que mais de metade das crianças não são amamentadas na primeira hora de vida.

Mais da metade dos bebês não são amamentados na primeira hora de vida

Informação consta de novo relatório da Organização Mundial da Saúde, OMS, e do Fundo da ONU para a Infância, Unicef; Guiné-Bissau é o país lusófono com taxa mais baixa de amamentação na primeira hora; já Timor-Leste tem a porcentagem mais alta; Semana Mundial da Amamentação começa esta quarta-feira.