OMS

Líderes mundiais adotam Declaração Política de Alto Nível sobre cobertura universal de saúde
BR

Documento é o acordo mais abrangente já alcançado sobre saúde; metade da população mundial não tem acesso a serviços de qualidade; com atuais taxas de progresso, até 5 bilhões de pessoas perderão os cuidados de saúde até 2030.

Unicef e OMS dizem que taxas de mortalidade materno-infantil nunca foram tão baixas

Apesar disso, a cada 11 segundos uma grávida ou um recém-nascido perdem a vida; desde 2000, o número de mortes infantis caiu para quase metade; dados mostram vastas desigualdades em todo o mundo.

OMS vê desigualdades significativas apesar da notável expectativa de vida na Europa

Novo relatório indica influência de áreas de residência na duração e qualidade de vida dos habitantes; lacunas em saúde entre grupos socioeconómicos aumentam com envelhecimento da população.