Filtrar por conteúdo:

observadores

Missão da ONU na Colômbia afasta 3 observadores após polêmica com vídeo BR

Em nota, as Nações Unidas informaram que decisão foi tomada após investigação; vídeo, divulgado na mídia colombiana, mostra imagens de pelo menos dois homens dançando num posto provisório da Farc-EP durante celebrações do Ano Novo.

Monica Grayley, da ONU News em Nova Iorque.

A Missão das Nações Unidas na Colômbia informou, nesta quinta-feira, que afastou de seus quadros no país quatro funcionários após a divulgação de um vídeo na internet sobre uma festa de Ano Novo.

Conselho de Segurança aprova envio de observadores a Alepo BR

Resolução aprovada nesta segunda-feira pede às Nações Unidas que realizem monitoramento neutro e adequado e observação direta da retirada de pessoas de distritos do leste de Alepo e outras áreas da cidade; documento foi adotado por unanimidade.

Laura Gelbert, da ONU News em Nova York.

O Conselho de Segurança das Nações Unidas adotou por unanimidade uma resolução sobre a cidade síria de Alepo nesta segunda-feira.

Primeiro grupo de observadores da ONU chega à Colômbia BR

Medida ocorre após assinatura de acordo entre governo colombiano e as Farc-EP; Conselho de Segurança aprovou criação de missão política das Nações Unidas no país em janeiro.

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova York.*

O primeiro grupo de observadores das Nações Unidas chegou a Bogotá, capital da Colômbia, nesta semana, como parte do acordo de paz firmado entre governo e rebeldes.

Burundi: ONU ajuda a financiar ação de observadores da União Africana

Mais de US$ 2 milhões foram entregues à organização regional; Cerca de 100 especialistas de direitos humanos da União Africana devem seguir para o país marcado pela violência.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Fundo das Nações Unidas para a Consolidação da Paz concedeu  US$ 2,26 milhões para ajudar a custear a presença de 32 observadores dos direitos humanos no Burundi.

Uma nota da organização explica que o valor vai cobrir a operação do grupo durante os próximos seis meses.

Violência